Pesquisar este blog

DNA não humano é encontrado em múmia com mais de 5 mil anos


Uma equipe de cientistas do Instituto EURAC em Bolzano (Itália), junto com pesquisadores da Universidade de Viena (Áustria), encontraram DNA não humano em uma amostra de osso do quadril que foi removido da múmia de 5.300 anos de idade, encontrada em uma geleira nos Alpes e apelidada de Ötzi o Iceman.

Peritos encontraram evidências da bactéria, Treponema denticula, um patógeno associado à doença periodontal, concluindo, depois de uma análise feita através de tomografia computadorizada, que o homem de gelo teria sofrido de periodontite.

Os pesquisadores ficaram surpresos ao descobrirem que uma amostra tão pequena de osso é capaz de fornecer dados tão precisos sobre esta bactéria, que passou da boca através da corrente sanguínea para o osso do quadril.

“Este DNA não humano é essencialmente derivado de bactérias que normalmente vivem sobre e dentro do nosso corpo. Somente a interação entre certas bactérias ou o desequilíbrio bacteriano dentro desta comunidade pode causar certas doenças. Por isso, é muito importante reconstruir e compreender a composição da comunidade bacteriana, analisando a mistura de DNA”, diz Thomas Rattei o coautor do estudo.

Os resultados foram publicados na revista Plos One.

Fonte: Muy Interesante  

Inscreva-se para receber novos artigos e informações exclusivas por e-mai

Informe o seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Amigos Do Google +

FACEBOOK

Postagens populares

Arquivo do blog